VIDEO MOSTRA 'NOVO LÁZARO', MATADOR DE GOIÁS, RINDO DE CRIME

VIDEO MOSTRA 'NOVO LÁZARO', MATADOR DE GOIÁS, RINDO DE CRIME

dezembro 1, 2021 Off Por Reis. Hugo

Procurado por cometer um crime brutal em Corumbá de Goiás, Wanderson Mota Protácio, de 21 anos, também é acusado de tentar matar uma mulher a facadas, em 2019, em Goianópolis (GO). O processo tramita no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e a sentença ainda não foi decretada. O Correio teve acesso com exclusividade ao depoimento prestado pelo réu em Juízo. Com risos e deboches, ele diz que “não se lembra do que aconteceu” (veja o vídeo abaixo).

Os detalhes do caso foram revelados pela reportagem em primeira mão. A tentativa de feminicídio aconteceu em 8 de dezembro de 2019. Como consta nos autos, Wanderson chegou em casa sob efeito de drogas e álcool pela manhã. Com uma faca em mãos, o caseiro obrigou a vítima a entrar em um dos quartos da residência com ele. Com a negativa, o agressor desferiu vários golpes contra as costas da mulher. A faca chegou a quebrar e, depois disso, ele fugiu pulando os muros e se escondeu em uma casa próxima. A vítima foi socorrida por vizinhos e levada ao Hospital Municipal de Goianópolis.

Em depoimento, Wanderson confessou o crime e disse que estava bêbado e havia usado drogas, mas não se lembrava do que tinha feito. “Me lembro quando estava no local, quando a polícia chegou.” Ao ser questionado pela juíza sobre se recordar de ter visto a vítima e falado com ela antes do crime, o acusado negou. A magistrada pergunta se ele lembra de ter visto a mulher ferida caída ao chão e de ter fugido pulando o muro. Com riso no rosto, Wanderson responde: “Estava bêbado. Não lembro de nada disso”

Ao ser novamente confrontado, o caseiro afirma que se recorda apenas do momento da perseguição policial e que resistiu à prisão. “[…] Esse é o momento de você contar o que aconteceu. Você já falou que foi você, como que não lembra? Você já confessou o crime e a condenação é certa”, disse a juíza a Wanderson. Nesse momento, o caseiro detalha a situação. “Eu estava na casa de um amigo meu bebendo, fui para a casa bêbado e drogado, cheguei em casa, falei com ela, mas não discutimos. Do nada, eu furei ela. Falei para a gente ir para o quarto. […] Virou de costas para mim e eu furei ela”. A juíza então pergunta porque ele parou de golpeá-la, e o acusado respondeu: “Porque a faca quebrou”.

A vítima foi socorrida por vizinhos e levada ao Hospital Municipal de Goianópolis, e Wanderson acabou preso em flagrante pouco tempo depois. Apesar da gravidade dos fatos, o caseiro foi solto pela Justiça em março de 2020, mediante medidas cautelares, como o comparecimento ao Juízo mensalmente para informar a profissão e local de residência, a proibição de frequentar bares e locais de diversão, bem como a proibição de manter contato com a vítima ou por qualquer meio de comunicação.

Triplo homicídio

Wanderson é acusado de assassinar a namorada, Raniere Aranha, 19 anos, a enteada, Geysa Aranha, de 2 anos e 9 meses, e o fazendeiro Roberto Clemente de Matos, 73. O crime aconteceu na noite deste domingo (29/11), em Corumbá de Goiás, região com pouco mais de 11 mil moradores, e mobiliza mais de 70 policiais civis, militares e rodoviários federais.

 Wanderson com Rariane Aranha e a filha dela, Gaysa

SIGA-NOS  google news siga-nos

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também:

Fonte: mrnews.com.br/index.php/2021/12/01/video-mostra-novo-lazaro-matador-de-goias-rindo-de-crime