Futebol brasileiro se afasta dos rivais sul-americanos e começa a dominar as competições

Futebol brasileiro se afasta dos rivais sul-americanos e começa a dominar as competições

Novembro 17, 2021 Não Por Reis. Hugo

Nos últimos cinco anos, o futebol na América do Sul ficou mais verde e amarelo. Além do domínio da Seleção Brasileira nas Eliminatórias, as equipes também começaram a superar os rivais na Libertadores e na Copa Sul-Americana. A vantagem financeira fez com que o Brasil conseguisse se impor, e a perspectiva é que esse cenário só aumente no futuro. Uma notícia boa principalmente para os times em evidência no momento, como o Flamengo e o Palmeiras.

A classificação do Brasil para a próxima Copa do Mundo foi tranquila, e veio com seis rodadas de antecedência nas Eliminatórias. Com um aproveitamento de 94,4% até a 12ª partida, a equipe comandada por Tite somou 34 pontos, com 11 vitórias e apenas um empate. Essa sequência positiva e invencível mostrou como a Seleção é superior aos rivais, até mesmo contra a Argentina. Um resultado que não surpreende quem acompanha o futebol sul-americano.

O futebol brasileiro sempre foi uma referência na região, mas de forma equilibrada contra argentinos, uruguaios e chilenos. Entretanto, os resultados recentes mostram que isso está mudando e o Brasil está cada vez mais dominante. Na última edição da Copa América, por exemplo, o título da Argentina foi quase uma surpresa, pois, o favoritismo era todo da equipe de Neymar. Isso fica ainda mais evidente se sairmos dos jogos de seleção para olharmos os clubes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alguns dados divulgados pelo site de apostas esportivas Betway mostram que a Libertadores está cada vez mais brasileira. Desde as mudanças nas regras de 2017, o torneio abriu as portas para mais clubes, e o resultado foi um domínio crescente de algumas equipes. Em 2020 e 2021, por exemplo, a decisão aconteceu entre times brasileiros. O Palmeiras e o Flamengo brilharam neste sentido, e conseguiram se impor contra rivais tradicionais, como o River Plate e o Boca Juniors.

 

Números da Libertadores

Além de citar alguns exemplos dos últimos dois anos, é também possível entender a superioridade brasileira na América do Sul com alguns números. Segundo dados divulgados pelo blog Betway Insider, ainda em 2018, entre os 20 clubes com maiores receitas das Américas , 10 eram brasileiros, cinco mexicanos, quatro argentinos e apenas um dos Estados Unidos. Ou seja, a força do futebol nacional é apontada na situação econômica.

O resultado disso é uma sequência de títulos da Libertadores. Nas últimas 11 edições do torneio, por exemplo, sete campeões vieram do Brasil. Isso representa uma grande vantagem que deve se manter por um bom tempo. Afinal, se olharmos para as disputas mais recentes, os clubes brasileiros conseguiram deixar os rivais sul-americanos distantes de qualquer bom resultado. Desde 2011, o futebol nacional esteve presente em 16 semifinais, e superou até mesmo a presença da Argentina, essa com 14 participações nesta etapa.

Após a crise financeira, times como Boca Juniors e River Plate começaram a sofrer financeiramente. A necessidade de vender jogadores para a Europa, por exemplo, aumentou e isso prejudicou nos resultados. Isso aconteceu com vários países da região, como o Chile e o Uruguai, mas os clubes brasileiros conseguiram se manter em alta.

Flamengo e Palmeiras em vantagem

As duas equipes que mais estão aproveitando esse momento brasileiro são o Flamengo e o Palmeiras, principalmente na Libertadores. Além de chegarem na final do torneio em 2021, ambos venceram a competição recentemente. Se olharmos para a receita desses dois clubes, o momento vitorioso é explicado. A equipe carioca, por exemplo, foi a única na América do Sul que conseguiu, entre 2016 e 2020, faturar mais de R$ 3 bilhões. Um lucro que ajuda na montagem do elenco.

O Palmeiras não fez feio, e foi o segundo time que mais teve lucro neste mesmo período. Além disso, a equipe tem um futuro promissor ao lado da Crefisa, principal patrocinadora. Não será nenhuma surpresa se nos próximos anos acompanharmos mais edições da Libertadores com o mesmo final: o Verdão encarando a equipe rubro-negra. Uma boa notícia não apenas para os torcedores, mas também para o futebol brasileiro.

Nos últimos anos, o futebol sul-americano não conseguiu bons resultados na Copa do Mundo, e o Brasil virou a principal aposta para mudar isso. Dominante na região, a equipe comandada por Tite precisa se provar contra os europeus. A mesma situação vive os clubes brasileiros, que dominam a Libertadores e precisam de melhores resultados no Mundial. Ou seja, o futebol brasileiro é, sem dúvidas, a maior referência da América do Sul.

 

 

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também:

Fonte: mrnews.com.br/index.php/2021/11/17/futebol-brasileiro-se-afasta-dos-rivais-sul-americanos-e-comeca-a-dominar-as-competicoes