CASO LÁZARO: POLÍTICOS E FAZENDEIROS SÃO SUSPEITOS DE AJUDAR MANÍACO, ELMIR VIRA RÉU

CASO LÁZARO: POLÍTICOS E FAZENDEIROS SÃO SUSPEITOS DE AJUDAR MANÍACO, ELMIR VIRA RÉU

Julho 7, 2021 Não Por Reis. Hugo

A polícia de Goiás, que investiga a rede de apoio do matador de aluguel Lázaro Barbosa, acredita que o criminoso não agiu sozinho. Segundo reportagem do Fantástico, da TV Globo, ele fazia parte de uma organização criminosa que reunia de fazendeiros a políticos da região.

“Nessa organização criminosa, a gente já levantou que pessoas importantes participam dela. Nós temos empresários, fazendeiros, políticos…”, conta a delegada Rafaela Azzi. Um dos suspeitos é o fazendeiro Elmi Caetano, que segundo as investigações teria escondido Lázaro em uma de suas propriedades.

Lázaro Barbosa, de 32 anos, foi morto pela polícia nesta segunda-feira, após 20 dias de buscas. Ele foi baleado durante troca de tiros e chegou a ser levado para o Hospital Municipal Bom Jesus, em Águas Lindas de Goiás

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a reportagem, a polícia teria encontrado uma mensagem de voz no celular do fazendeiro: “Ele está dormindo lá naquele barraco onde a mãe dele morava”.

A investigação aponta que Elmi Caetano pode ter sido o mandante de uma chacina, em Ceilândia, no Distrito Federal.

“Considerando que havia um laço anterior, que o Lázaro já era conhecido do proprietário e que na entrevista (interrogatório inicial) o proprietário fala que aquela família devia um dinheiro a ele, nós não descartamos a hipótese de que ele tenha realmente usado Lázaro para cobrar a dívida, e em não recebendo, matar aquelas pessoas”, explica Rafaela Azzi.

Em entrevista à equipe do Fantástico, Ilvan Barbosa, advogado do fazendeiro, negou as suspeitas e, em tom de ameaça, afirmou que no Brasil não existe prisão perpétua e que seu cliente sairia da cadeia.

Elmi Caetano torna-se réu na Justiça

 

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) recebeu, na noite de terça-feira (6/7), a denúncia do Ministério Público de Goiás (MPGO) contra o chacareiro Elmi Caetano Evangelista, 73 anos, por supostamente ajudar o maníaco Lázaro Barbosa.

A partir dessa decisão, Elmi Caetano torna-se réu e deve responder à acusação de ter cometido os crimes de favorecimento pessoal, posse irregular de arma de fogo de uso permitido, e posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

A juíza Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira, da Comarca de Cocalzinho de Goiás, também indeferiu o pedido de revogação da prisão preventiva de Elmi Caetano, que está detido desde o dia 24 de junho.

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também:

Fonte: mrnews.com.br/index.php/2021/07/07/caso-lazaro-politicos-e-fazendeiros-sao-suspeitos-de-ajudar-maniaco-elmir-vira-reu